LBTF2 4ª Edição – DailyBonk! Entrevista… 2#

Seguindo nossa série de entrevistas, nessa edição eu trago o restante dos times da aberta, encerrando assim esta divisão. Conversei com os jogadores Walsa e Almeja representantes do time Team Fortress Guys (TFG) e também com Sousa e Dan Hibiki, que representam o time revelação da divisão aberta Homer Simpson.

 

 

Team Fortress Guys

 

 

 

Homer Simpson

 

Bom para começarmos vamos a algumas perguntas de apresentação, qual seu nome, idade, onde você mora, com qual classe que joga e se possível poderia nos dizer quais seus antigos clans?

Walsa: Meu nome é Maximo Walsamakis, tenho 30 anos e jogo Team Fortress 2 desde 2009. Sou Medic do TFG, meu primeiro e único time. Quando começamos, no final do ano passado, ocorreram alguns problemas, e algumas pessoas pararam de jogar, porém, em Abril de 2010 começamos a buscar novos integrantes, e aqui estamos.

Almeja: Meu nome é Alejandro Bullrich, e tenho 19 anos. Eu vivo na Capital Federal (na Argentina) e sou do “Team Fortress Guys”.

Sousa: Me chamo Rodrigo, tenho 22 anos e sou de Taubaté-SP. Jogo de Soldier pelo Homer Simpson e já joguei pelo SDS a um tempo atrás(joguei uns 2 jogos da liga só).

Dan Hibiki: Eu sou o Marcio, tenho 24 anos e sou de São Paulo – SP. Jogo de soldier e em casos de necessidade cubro de medic, até agora só em treinos, já que nossa line é meio escassa. Nunca fui muito adepto de clãs, mas já me chamaram pro Zombies, que eu topei pois não exigiram que eu usasse tag ( =P ) mas era reserva e joguei pouquíssimo com eles.

Quais eram as expectativas do seu time no começo da liga? Elas são as mesmas agora que seu time está nos playoffs?

Walsa: Primeiro, nós não tinhamos certeza. Eu achava que o time não estava preparado para a liga. Mas a idea veio de Phantom, que nos incorajou a fazer a inscrição. De início estavamos confiantes de que iríamos chegar aos Playoffs, mas a derrota contra o Perfect (por 7×2) nos desencorajou um pouco. Mas agora que estamos nos Playoffs vamos dar o nosso melhor para vencer!

Almeja: Mesmo nos nossos primeiros momentos na liga, nós sentiamos que estariamos no topo, pelo nosso nível de skill. Agora que estamos nos Playoffs, nós acreditamos que as expecativas estão se tornando reais, e estamos correndo atrás da vitória.

Sousa: Eu e alguns membros do Homer Simpson sempre tivemos vontade de participar da Liga e tentar entrar no competitivo. Mas a ideia inicial era juntar a galera do pub e ver no que dava. Até que uns 3 dias antes das incrições encerrarem, conseguimos montar o time mesmo achando que não ia dar tempo. Não deu pra criar expectativas pois foi tudo de “última hora”, mas no momento estamos um pouco mais confiantes mesmo sabendo que vamos enfrentar times bons pela frente e que temos que melhorar muito ainda, mas não estamos perdidos no competitivo igual no começo da liga.

Dan Hibiki: Bom, acho que a idéia inicial era juntar um pessoal que sempre se trombava no pub pra jogar junto e ver no que dava. A coisa foi toda meio que no improviso, já que montamos o time uns 3 dias antes do término das inscrições, inclusive nem sabíamos que íamos se inscrever pra essa liga de agora, achávamos que só entraríamos na próxima… Então nem tivemos tempo pra criar muitas expectativas na época haha. Acho que as expectativas foram mudando conforme o campeonato foi acontecendo e a gente foi conhecendo melhor os outros times. Particularmente, raramente penso a longo prazo, então não tinha pensado se íamos ou não se classificar pras playoffs, subir de divisão, ser campeões ou qualquer outra coisa parecida. Agora que estamos classificados, a expectativa mudou naturalmente e se conseguirmos subir de divisão será um belo feito pra gente.

Indique 6 jogadores que ao seu ver sao os melhores da sua divisão e que juntos fariam o time perfeito, indique as respectivas classes. (Sem apontar ninguém do seu próprio time).

Walsa: med rainflow, demo Yoshi Voador, soldier wyv, soldier bkg, scout cestafe, scout sombra.

Almeja: Nós podemos pular essa resposta?

Sousa: É dificil montar um time com os 6 melhores, já que não joguei com todos os jogadores da minha divisão, e os que eu joguei, foram poucas vezes. Melhor pular essa pergunta.

Dan Hibiki: Acho muito difícil responder essa pergunta, principalmente por termos jogados poucas vezes com cada time (e, em diversos casos, apenas uma vez, no jogo oficial). Não consigo formar uma line “ideal” justamente por isso, então não responderei a questão.

Qual foi a partida mais emocionante ou disputada da qual seu time participou nessa edição da LBTF? Comente a respeito…

Walsa: Foi a primeira partida, estavamos muito nervosos, e passamos muitos momentos tensos. Capturamos os pontos um a um, mesmo não achando que estavamos jogando no nosso limite. Foi uma tensão muito grande antes da captura do último ponto, quando estavamos arrumando as posições. Quando a partida terminou, não conseguiamos acreditar, haviamos vencido nossa partida por 6×1!

Almeja: Provavelmente a mais difícil foi a partida na cp_badlands contra o Perfect Gaming, tirando o fato que perdemos, foi uma partida que nos uniu realmente como um time, nos fazendo sempre buscar ir mais em frente. Foi uma partida muito balanceada em termos de Skill.

Sousa: Jogo contra o K4F. Pois era o último jogo pra tentar a classificação, e sempre soubemos que eles são um time forte. O jogo foi bem equilibrado no começo, até que eles conseguiram virar o jogo no segundo tempo, depois disso tentamos manter a calma e conseguimos a virada no final, terminando 4:2.

Dan Hibiki: A última partida, contra o K4F. Primeiro porque era a última rodada e a gente tinha consciência de que nossa classificação dependia dessa vitória. Segundo porque foi uma partida bastante equilibrada, o primeiro ponto demorou o primeiro tempo inteiro. Eles viraram o jogo logo no início do segundo tempo, o que eu achei que talvez pudesse comprometer nosso próprio desempenho, mas felizmente a gente não entrou em desespero, continuamos jogando com tranquilidade e revertemos novamente o placar a nosso favor.

Qual mapa não esteve presente nesta Liga que você gostaria de ver na próxima? Porque?

Walsa: Eu acho que poderiam trocar o koth_viaduct por koth_ashville. É um mapa diferente, divertido, balanceado e com muitos pontos para os medic se defenderem.

Almeja: Cp_yukon_final é a minha resposta definitiva. Bem balanceada, e permite uma variedade muito grande de táticas.

Sousa: Qualquer mapa payload, já que meu time é composto por pubbers. 😀

Dan Hibiki: pl_badwater. Porque eu sou pubber, por natureza.

Para a próxima Liga, quais armas você acha que devem ser liberadas? E banidas?

Walsa: Liberaria todas (principalmente a Holy Mackarell) exceto a Vita-Saw, pois só vejo desvantagens nessa arma. Também baniria A Shortstop e os Sets completos.

Almeja: Descartando as atualmente banidas, eu acho que Natascha e Charging Targe não devem ser permitidas.

Sousa: Qualquer item que saiu com o update do Polycount deveria ser banido. Só a GRU que eu acho um caso a se pensar.

Dan Hibiki: Eu acho que tudo tem que ser liberado, pra mim o interessante no jogo é ter o máximo de variações táticas possíveis. Mas eu entendo que o Mad Milk ou o lance dos sets, por exemplo, ainda precisam ser melhor balanceados pela Valve. Só acho estranho comentários pedindo para banirem a GRU, sendo que ela viabilizaria uma nova classe no 6v6…

Qual time foi uma revelação para você nesse campeonato? E a decepção, qual time ficou abaixo de suas espectativas? (Considerando os times da sua divisão).

Walsa: Bem, o Homer Simpson foi além das minhas expectativas, não achei que eles iriam vencer o K4F e chegar até os playoffs. Já a decepção foi justamente o K4F, já que acreditva basntante que chegariam aos playoffs.

Almeja: Excluindo nosso time, eu diria que o Perfect e Black Box são os times mais poderosos. E falo do Perfect por experiência própria. Do outro lado, acredito que o time mais fraco seja o ZMBR.

Sousa: Olha, eu acho que a revelação foi o Homer Simpson mesmo, pois ninguém botava fé e nós viemos do pub. Todos sabem que há um preconceito com pessoas que vieram do pub, tanto que a maioria das vezes éramos zebra no bolão. E não sei se decepção seria a palavra correta, mas eu achei que o K4F ia se classificar, pois eles realmente jogam bem e mereciam essa classificação.

Dan Hibiki: Na realidade, eu não sabia muito bem o que esperar de nenhum time, como já falei. Mas eu acreditava que o K4F fosse se classificar para as playoffs pois tinha ouvido falar bem deles. Acho que a revelação acabamos sendo nós mesmos, no bolão do DailyBonk! normalmente éramos candidatos à derrota.

Falando um pouco da parte estratégica, quem é responsável no seu time por montá-las e comandar seu time in-game? Você acha que isso realmente faz a diferença no jogo de vocês?

Walsa: Isso faz a diferença. Normalmente sou eu quem arrumo as estratégias do time, entretando, vez ou outra alguém dá uma sugestão no meio da própria partida, e acatamos na hora mesmo. Alguns de nossos melhores push vieram dessa forma! Mais entrevistas, com players brasileiros, argentinos ou internacionais. Um sistema de Upload de Demos e o upload da STV e narração dos eventos!

Almeja: Os líderes do nosso time planejam a nossa linha estratégica, porém todos colaboram com sugestões e teste das mesmas. É uma parte essencial durante uma partida, chegando a ser mais importante que a skill individual.

Sousa: Não temos estratégias prontas. Tentamos nos comunicar durante os jogos e os poucos treinos que rolam, mas é tudo de última hora mesmo. Normalmente conversamos depois dos jogos e treinos pra tentarmos mudar algumas coisas, mas nada de tática pronta ou coisa do tipo. Tentamos fazer mais nosso estilo de jogo de acordo com os players que temos, tentando ajeitar os erros que sempre rolam.

Dan Hibiki: Bom, não temos muitas estratégias combinadas não… É meio que na base do bumba-meu-boi, durante o jogo todo mundo tenta se comunicar bastante e decide o que fazer. Algumas vezes tentamos combinar alguma coisa antes dos jogos, mas na prática as coisas vão mais na base do improviso mesmo. Apesar disso, nós conversamos bastante depois dos jogos/treinos e tentamos mudar nossa forma de jogar pro jogo seguinte com instruções bem genéricas do tipo “ataca mais”, “vem mais junto comigo” ou coisas assim. Acho que a grande exceção é nosso demoman que gosta bastante de assistir demos de outros jogos e tenta aplicar as táticas de outros jogadores. Enfim, por sermos um time novo, nosso estilo de jogo ainda está se moldando e tentando encontrar um padrão. Uma hora a gente chega lá (espero).

Para finalizar, gostaria de deixar algum recado ou sugestão para o DailyBonk ou para a FBTF ?

Walsa: Nada no momento, eu realmente gosto do blog e do formato de administração da staff. Entrevistas mais freqüentes com jogadores conhecidos do Brasil, Argentina ou algum outro país seriam legais. Anúncios de eventos e ip das STV`s envolvidas em jogos importantes são importantes também.

Almeja: Não tenho nada a não ser agradecer o DailyBonk pelo ótimo servidor, e a organização da LBTF por ser sempre prestativa, com assistência de qualidade e rapidamente.

Sousa: No geral, acho que o DailyBonk e a FBTF tem feito um trabalho muito bom, e merecem os parabéns, já que a maioria da comunidade do TF2 só sabe reclamar/trollar, e ajudar que é bom, muito pouco. Mas fora isso, a FBTF deveria ter um site com todas as informações necessárias em relação a Liga, com as regras bem definidas pra não dar problemas futuros. No mais deixo meus parabéns denovo, pois se não existisse essa parte do TF2 competitivo, o jogo no Brasil estaria bem pior.

Dan Hibiki: Eu acho que a divisão aberta é deixada meio que de lado, o que parece ser natural, dado que a chance dos times não continuarem jogando depois de algum fracasso é razoavelmente grande. O BRN do deadR nos ajudou bastante no começo da liga com o lance de “padrinhos” que foi organizado (e continua dando uma força quando precisamos), mas falando do ponto de vista dos “perdidos” que nós éramos, muitas vezes não ficou muito claro o que devíamos fazer exatamente e com a queda do sistema ficou mais complicado ainda.

Anúncios

Publicado em 17/11/2010, em Entrevistas. Adicione o link aos favoritos. 11 Comentários.

  1. Boas entrevistas…

    E gg Homer, eh nois na final!!!

  2. Homer campeão

  3. Bacana, parabéns ao pessoal do Homer, badwater é bacana 😀

  4. massa, nessa edição a aberta ta boa pq não tem aqueles pirralhos, só pessoal gente boa.

  5. Gostei da entrevista!
    pl_badwater: eu apoio!
    mackbad mostra o brilho em dedicação.
    Parabens ao Homer! Torço pra q vcs passem pra final!

  6. Homer Simpson foi a maior surpresa, com certeza. Boa entrevista.

  7. Espero que esses novos clans não acabe no caminho como é de costume.
    Boa sorte e gg.

  8. Legal! Bela entrevista.. Queria agradecer o Walsa pela indicação ali também, to me esforçando na medida do possivel 😀 E tbm queria parabenizar a galera do HOMER ai que ta surpreendendo todo mundo, e se precisarem do server é só pedir uhauhuaha
    abraço!

  9. Gostei! Com certeza Homer Simpson foi uma boa surpresa no competitivo.

  10. Excelentes entrevistas.

    O Sousa e o Dan resumiram bem o nosso jogo. Tirando o mackpanela que tem das 2000+ horas de jogo, 1000 são de demo e 1000 são de demoman, não assistimos muitas demos… às vezes, vigos e eu vamos assistir algum jogo bom na TV.

    É isso aí! Agradecimentos ao pessoal do WORMS, TFG, OM, unD, deadR, perfect e outros pelos scrims que serviram para entrosar o time.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: